4 maneiras diferentes com que a corrida pode estimular o seu cérebro
03/12/2019 | 09:24:09

Correr é uma prática em alta no mundo esportivo. Além de contribuir para o condicionamento físico e melhora da capacidade cardiorrespiratória, a corrida pode estimular a produção de hormônios. São eles os neurotransmissores, como a serotonina, a endorfina, a dopamina e a noradrenalina, que são responsáveis pelo controle da ansiedade e do stress, regulação do humor e promoção de prazer e bem-estar, entre outros benefícios.

Correr é libertador, e se você for adepto desta prática esportiva, certamente concordará com essa afirmação. O mundo fitness da era moderna constantemente bombardeia os espectadores com informações sobre as vantagens que o exercício físico traz para o bem-estar do praticante. No caso específico da corrida, diversos estudos sugerem que o cérebro é o principal beneficiado.

Segundo o psiquiatra Mauricio Lima, os efeitos psicológicos são grandes. “Praticar exercícios, por si só, é excelente para a saúde do organismo, mas os ganhos de quem deixa o sedentarismo são maiores ainda e geram impactos não só na estética e no bem-estar físico. O sistema nervoso também lucra”, afirma.

Seja por meio das endorfinas, pelo estímulo de criatividade e concentração, ou pela lentificação do processo de demência, a corrida é realmente importante para o cérebro. Por isso, veja como o simples ato de correr pode ser um exercício e tanto para o órgão mais importante do corpo.

1. Aumenta a inteligência
Para quem tem provas difíceis na Faculdade ou uma reunião importante no trabalho, correr pode ser de grande ajuda. Um estudo da Universidade de Illinois demonstrou que correr aumenta a habilidade de raciocínio. Outro estudo feito pela National Taiwan Sport University demonstrou que 30 minutos antes de uma atividade que exija foco e atenção é o suficiente para otimizar o desempenho nessas áreas.

Além disso, correr por um caminho que já é familiar permite que a mente divague e aumente a criatividade, visto que o cérebro interpreta a movimentação como algo relacionado ao futuro. Criatividade, atenção e foco são habilidades essenciais, inclusive, para quem deseja tirar bom proveito do conhecimento e gosto por corrida para fazer apostas online nesta área do esporte, visto que as chances de uma decisão certeira ficam mais aguçadas.

2. Aumenta a felicidade
Os níveis de triptofano no sangue, aminoácido que, junto à vitamina B3, produz o neurotransmissor serotonina, pode ser aumentado após uma corrida. Isso foi comprovado com um estudo da Medicine & Science in Sports & Exercise. Mais serotonina no sangue indica níveis elevados de humor. Esses efeitos são paralelos à ação farmacológica de diversos antidepressivos. Os inibidores de recaptação de serotonina que aumentam os níveis desse neurotransmissor no cérebro.

Dessa forma, e também como mostrado por outras pesquisas na área, correr pode ser tão efetivo quanto medicamentos antidepressivos. De acordo com o estudo de David Raichlen na University of Arizona, correr possui características em comum com meditar. Visto que durante a corrida o indivíduo fica no momento presente, com a atenção voltada para o seu corpo e sua consciência, ao mesmo tempo em que controla sua respiração.

3. Aumenta a regeneração cerebral
Estudos têm demonstrado que o exercício físico atua na neurogênese (crescimento de células do cérebro) e na angiogênese (crescimento de vasos sanguíneos). Juntos, esses eventos são capazes de aumentar o tecido cerebral, como demonstrado pela University of Maryland. Melhor ainda, a parte do cérebro que parece se beneficiar mais é o hipocampo, região ligada ao aprendizado e memória.

4. Aumenta a autoestima
Correr é bom também porque melhora a autoestima. Estudos sugerem que quando começamos a ver melhorias no próprio condicionamento, aptidão física e fôlego e também à medida que vamos alcançando metas antes impossíveis ou difíceis, a confiança e a autoestima crescem.

Além de todos benefícios que falamos para a mente, não podemos esquecer o quanto correr melhora a qualidade de vida de quem pratica:

– reduz o peso;
– aumenta a massa muscular;
– melhora o nível de colesterol;
– aumenta a capacidade cardiorrespiratória;
– reduz os riscos de infarto;
– controla a pressão arterial;
– ativa a circulação sanguínea, diminuindo problemas do coração;
– melhora a função do rim;
– melhora a qualidade do sono;
– estimula a formação de massa óssea ajudando a prevenir a osteoporose;
– aumenta o condicionamento físico;
– aumenta a eficiência do metabolismo.

Portanto, correr é mais do que apenas um esporte ou exercício de lazer. Antes, os benefícios para a mente são, sem dúvidas, encorajadores. Ao combinar benefícios para o corpo e a mente, a corrida se torna um esporte completo.

Via: WebRun