Asics anuncia doação para ONG e corredores profissionais afetados pela pandemia
18/06/2020 | 17:14:40


Iniciativas são destinadas a ajudar o mundo da corrida durante e pós a pandemia de Covid-19
por Soraia Alves

No mês em que se celebra o Global Running Day, a Asics anuncia uma série de iniciativas destinadas a ajudar o mundo da corrida durante e pós a pandemia de Covid-19. Além de um estudo global realizado com corredores amadores de 12 países para entender e acompanhar as mudanças de comportamento dessas pessoas durante o período de isolamento social, a marca também estabelece uma parceria com a ONG AEC Kauê de Itaquera, e ações de doação para apoiar atletas profissionais desamparados.

A parceria se dará, neste primeiro momento, por meio de ajuda financeira com a doação de R$ 40 mil para apoio a projetos importantes da entidade e doação de cestas básicas. Criada há 22 anos, a ONG AEC Kauê desenvolve, por meio dos esportes, projetos de inclusão social encabeçados pelo fundador e ex-atleta universitário, Francisco Carlos da Silva.

Atletas profissionais, que dependem do esporte para sobreviver, também formam outro grupo impactado economicamente durante o período de isolamento social, devido a cancelamento de provas e corte de patrocínios. Nesse contexto, a Asics decidiu apoiar os atletas de elite, selecionando 30 atletas profissionais com registro na Confederação Brasileira de Atletismo para doar kits de produtos da marca.

Também será criada uma plataforma colaborativa online onde qualquer atleta com registro na CBAT poderá se inscrever e compartilhar suas histórias e seus contatos. O objetivo é criar uma rede de conexões e proporcionar mais visibilidade para que outras pessoas interessadas possam contatá-los diretamente para ajudar.

Para se cadastrar no site www.runtofeel.com.br a partir do dia 18/06, basta o atleta ter registro da CBAT e preencher todo o cadastro, onde poderá compartilhar seus vídeos, redes sociais e outras informações e seguir o passo a passo. Não haverá limite de inscrições na plataforma

“Estamos orgulhosos em anunciar a campanha ‘Run to Feel‘, com diversos projetos que trarão um impacto muito positivo para várias pessoas do segmento”, comemora Constanza Novillo, Head de Marketing da Asics América Latina. “Ao longo deste mês, queremos incentivar todos os corredores a compartilharem e postarem quais sentimentos a corrida traz à tona, por meio da hashtag #RunToFeel nas redes sociais, relembrando todos benefícios que a corrida já trouxe para suas vidas”, completa.

Pesquisa global
De acordo com as primeiras descobertas do recente estudo realizado pela Asics, o mundo se apaixonou pela corrida em meio ao confinamento. A marca reuniu dados de mais de 14 mil praticantes regulares de corrida, incluindo também os que utilizam o app Runkeeper. São pessoas de 12 diferentes países, incluindo o Brasil.

Os números apontam que mais de um terço dessas pessoas (36%) estão mais ativos agora do que eram antes do início da pandemia de Covid-19, apesar das regras de distanciamento social. Durante o mês de abril, o app registrou aumento de 252% nos registros em todo o mundo, e um aumento de 44% em usuários ativos mensais em comparação com o mesmo período do ano passado.

O estudo também relatou um aumento global de 62% pessoas saindo para uma corrida semanal. Comparado ao mesmo período do ano passado, houve um aumento de 47,3% (globalmente) no número de pessoas correndo.

A porcentagem é maior (81% globalmente; 88% no Brasil) entre os que dizem que a corrida desempenha um papel fundamental para espairecer a mente, enquanto dois terços (65% globalmente; 67% no Brasil) afirmam que os benefícios mentais da corrida superam outras atividades físicas.

Além disso, para a maioria dos entrevistados, (78% globalmente; 91% no Brasil) o papel do esporte vai ganhar mais relevância em suas vidas depois da pandemia. E mais da metade (59% no mundo todo e 70% no Brasil) pretendem adaptar novas rotinas de treino iniciados durante o isolamento à rotina que tinham anteriormente.

Os resultados são baseados no estudo da Asics realizado com 14 mil praticantes regulares de corrida na Austrália, China, França, Alemanha, Índia, Itália, Japão, Rússia, Espanha, Reino Unido, Estados Unidos e no Brasil, todos com idades entre 18 e 64 anos e exercitando-se pelo menos uma vez por semana.

Fonte: www.b9.com.br