Maratona de Berlim 2023: Eliud Kipchoge é pentacampeão; Tigst Assefa quebra recorde mundial feminino
25/09/2023 | 20:37:25

Kipchoge esteve sozinho nos últimos 10km após ficar atrás do ritmo do recorde mundial estabelecido por ele mesmo. Já etíope Assefa se tornou na primeira mulher da história a correr uma maratona abaixo de 2h12min.

Eliud Kipchoge garantiu sua quinta vitória na Maratona de Berlim 2023 neste domingo, 24 de setembro, com a etíope Tigst Assefa tirando mais de dois minutos do recorde mundial feminino.

Em sua primeira corrida desde que terminou em sexto na Maratona de Boston, em abril, o bicampeão olímpico Kipchoge, 38 anos, completou a prova na capital alemã sozinho com o tempo de 2h02min42s.

O também queniano Vincent Kipkemboi ficou em segundo, pouco mais de 30 segundos atrás, com Tadese Takele, da Etiópia, em terceiro.

Nos primeiros três quilômetros. Kipchoge, Derseh Kindie e três coelhos (atletas para marcar o ritmo da prova) abriram vantagem para o restante do pelotão, com Amos Kipruto, vencedor da Maratona de Londres do ano passado, no segundo grupo.

Aos 10km, os líderes estavam 16 segundos à frente do ritmo do recorde mundial. Essa marca chegou a 23 segundos no 16º quilômetro, mas caiu para 13 segundos quando o grupo chegou à metade do percurso em 1h00min22s.

Aos 26km, Kipchoge saiu de sua concentração para falar com a única coelha restante, Hillary Chepkwony, enquanto ficavam atrás do ritmo do recorde mundial.

Por fim, faltando pouco mais de 10km, Kindie ficou para trás e Chepkwony fez o mesmo de cumprimentar seu parceiro de treino na equipe NN Running Team. Assim, Kipchoge ficou livre para vencer mais uma ver a Maratona de Berlim 2023.

Tigst Assefa pulveriza recorde mundial na Maratona de Berlim 2023
Na corrida feminina, a surpreendente vencedora da edição passada Tigst Assefa e sua companheira etíope Workenesh Edesa abriram caminho após 15km.

Edesa logo perdeu contato com com Assefa, que alcançou a distância de meia maratona em 1h06min20s, 39 segundos abaixo do recorde mundial de Brigid Kosgei em Chicago, há quatro anos.

A atleta de 29 anos, monitorando o coelho masculino Azmera Gebru, continuou ganhando tempo à medida que se aproximava de algo muito especial.

Assefa parecia correr com muita energia ao passar pelo icônico Portão de Brandemburgo e cruzar a linha de chegada em 2h11min53s, mais de dois minutos abaixo da marca anterior de Kosgei (2h14min04s).

Maratona de Berlim 2023: classificação masculina (Top 10)
Eliud Kipchoge (Quênia) – 2h02min42s
Vincent Kipkemoi (Quênia) – 2h03min13s
Tadese Takele (Etiópia) – 2h03min24s
Ronald Korir (Quênia) – 2h04min22s
Haftu Teklu (Etiópia) – 2h04min42s
Andualem Belay Shiferaw (Etiópia) – 2h04min44s
Amos Kipruto (Quênia) – 2h04min49s
Philemon Kiplimo (Quênia) – 2h04min56s
Amanal Petros (Alemanha) – 2h04min58s
Bonface Kimutai Kiplimo (Quênia) – 2h05min05s

Maratona de Berlim 2023: classificação feminina (Top 10)
Tigst Assefa (Etiópia) – 2h11min53s (novo recorde mundial)
Christine Begemann (Alemanha) – 2h15min54s
Sheila Chepkirui (Quênia) – 2h17min49s
Magdalena Shauri (Tanzânia) – 2h18min41s
Zeineba Yimer (Etiópia) – 2h19min07s
Senbere Teferi (Etiópia) – 2h19min21s
Dera Dida (Etiópia) – 2h19min24s
Workeneseh Edesa (Etiópia) – 2h19min40s
Helen Bekele (Etiópia) – 2h19min44s
Charlotte Purdue (Grã-Bretanha) – 2h22min17s

Fonte: https://olympics.com/pt/noticias/maratona-berlim-2023-kipchoge-assefa-resultados-tempo-recorde